Categorias
Anime Rant Postagens de convidados

Perfect Blue: Color Archetype

Perfect Blue, dirigido por Satoshi Kon (今敏) e lançado em 1997, é um dos mais arrepiantes e filmes de anime psicologicamente intrigantes. Segue a deterioração mental de nossa personagem principal, Mima Kirigoe, que, depois de deixar seu grupo de ídolos pop, “CHAM!”, se torna o objeto de desejo de um fã cansado e altamente delirante. 

O filme foi elogiado por seu uso incrível de transições mentais e comentários críticos sobre relacionamentos parassociais assassinos. No entanto, quero falar sobre o uso da cor no filme, especificamente a cor vermelha. Pode parecer um tópico mundano para discutir, mas o uso da cor é incrivelmente importante na forma como a mídia visual conta sua história.

O que são arquétipos de cores?

Um arquétipo é uma ideia recorrente que é encontrada em todas as narrativas mitológicas. Arquétipos são projetos básicos sobre os quais as histórias são construídas. A ideia de um herói e vilão é um dos arquétipos mais antigos que foram usados na ficção antes mesmo da escrita ser inventada. 

Melhores ofertas em camisetas de anime

As cores também têm seus próprios arquétipos que estão associados a elas, assim como outras ferramentas narrativas. O vermelho, por exemplo, tem sido associado à morte devido à sua ligação com o sangue ou à ideia de ser feroz. 

Perfect Blue usa o vermelho de uma maneira inesperada, mas única, que adiciona uma camada de nuance ao filme. Se você não percebeu isso na primeira vez, não se preocupe, eu também não notei. Símbolos como esses geralmente operam em um nível inconsciente para o observador, mas uma vez percebidos, eles criam uma nova apreciação pela atenção aos detalhes do diretor Kon.

Descida de Mima

Vermelho é frequentemente mostrado em conjunto com Mima perdendo sua sanidade, especialmente durante as transições onde a linha entre realidade e ficção é borrada. Depois de ler o “Quarto da Mima”, um site que registra de forma sinistra o dia-a-dia do personagem principal, a frase “com licença, quem é você?” é repetido com um fundo vermelho surpreendentemente intenso. 

Amado ColoridoHumano

Essa cena muda rapidamente para Mima em um set de filmagem, repetindo essas palavras exatas. Isso demonstra a psique frágil da personagem principal e como ela está sendo destruída por seu fã obsessivo. Perfect Blue adora brincar com as expectativas do público constantemente fazendo a realidade parecer ficção e ficção como realidade.

Ficção ou Realidade?

Mima começa a estrelar um filme de drama policial chamado “Double Bind”, onde a narrativa ficcional contada espelha sua vida real. Chega ao ponto em que muitas vezes é difícil dizer se uma cena em Perfect Blue está realmente acontecendo ou se é uma subtrama dentro de Double Bind. 

Essas cenas são regularmente mostradas com a cor vermelha presente em algum lugar, o que reforça o fato de que está ocorrendo um deslize da realidade. O filme continua a brincar com essa ideia, fazendo com que o estresse de Mima se manifeste em alucinações de seu passado como cantora idol.

Ilusões de Mima

Ao longo do filme, Mima é confrontada com essas ilusões que a atormentam por deixar o CHAM! e a cor vermelha é usada com grande efeito para destacar sua psique dividida.

Depois de filmar a cena de estupro em Double Bind, ela mais uma vez lê Mima's Room, que está escrito falsamente, que Mima está sendo coagida a filmar e não quer mais fazê-lo. Esses não são os verdadeiros sentimentos de Mima, mas sim a narrativa distorcida que está sendo escrita por seu fã perseguidor. 

Isso se manifesta em outra alucinação onde o ídolo pop Mima provoca a atriz Mima por ser uma mulher que tem muitos parceiros sexuais casuais. Os babados rosa-avermelhados no vestido da ilusão, juntamente com o laço vermelho, continuam a sugerir o papel central que essa cor tem na história.

Conclusão

O grande uso de cores não é apenas visualmente atraente, mas pode aprimorar a narrativa que está sendo mostrada. Da próxima vez que você estiver assistindo a um anime, tome nota especial de como a escolha de cores do diretor afeta sua experiência de visualização.

Biografia do autor:

Atualmente cursando ciência da informação na Universidade do Arizona, Julian está interessado em analisar arte e discutir temas filosóficos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

pt_BRPortuguese